Entrevista para o Hagah Saúde sobre como parar de fumar

Entrevista para o Hagah Saúde sobre como parar de fumar

Dia 31 de maio foi o Dia Mundial Sem tabaco. Como muitas doenças vasculares estão relacionadas ao uso do cigarro, a orientação de abandonar o cigarro é recorrente na minha prática de ambulatório. Há algum tempo, já havia escrito um post com algumas dicas para abandonar o cigarro. A equipe do Hagah Saúde (especialmete a Lucila Oliveira) gentilmente me convidou para prestar mais alguns esclarecimentos sobre esse tema tão importante. Aproveito para compartilhar a matéria com você, leitor do blog.

Quer parar de fumar e não sabe como? Confira algumas dicas para largar o vício de uma vez por todas.
Aliar medicamentos à mudança de comportamento pode ser o pontapé inicial.

Que o hábito de fumar faz muito mal à saúde não é nenhuma novidade. Além de piorar o casos de insônia, o cigarro causa câncer de boca, laringe e pulmão, entre outras doenças graves. Na fumaça do tabaco existe cerca de 4 mil substâncias tóxicas.

Dificilmente um fumante passa em uma consulta com um médico sem ouvir um sermão sobre os males do cigarro é o que afirma a cirurgiã vascular Ana Carolina Costa. E para auxiliar aqueles que têm a intenção de abandonar o vício, a médica dá algumas dicas que podem ser muito úteis.

Existem diversos programas voltados ao combate ao tabagismo. Entretanto, a maioria dos fumantes prefere não procurar programas de suspensão do tabagismo e tenta parar de fumar sozinho. Por isso, esses programas costumam ser voltados àqueles indivíduos que não conseguiram parar por si mesmos. Sabe-se que decidir parar de fumar é um grande passo e que a psicoterapia pode contribuir muito no processo.

Vários fumantes são incapazes de deixar de fumar sem um auxílio mais intensivo e, frequentemente, são os fumantes com maior risco de acometimento de doenças relacionadas ao tabaco. Eles devem ser encaminhados para clínicas especializadas, onde o tratamento é feito por uma equipe multidisciplinar, com terapias em grupo, tendo melhor suporte para suas dificuldades, até chegar a abstinência completa, e acompanhamento mais contínuo para prevenir recaídas.

Em primeiro lugar, o mais importante é tomar a decisão definitiva de parar de fumar. Esta é a melhores escolha que se pode fazer para melhorar a saúde, em geral, e acrescentar mais alguns anos de vida. Pessoas que param de fumar, geralmente, vivem mais do que as pessoas que continuam fumando.

Para aumentar as chances de sucesso, é importante se preparar para passar por dois momentos marcantes: o último cigarro e os desejos, impulsos e sentimentos que acompanham esse processo. Defina o dia exato em que você vai parar de fumar e use o tempo até a data estabelecida para se preparar e, gradualmente, reduzir o número de cigarros que fuma.

Como proceder
– Pare de fumar de uma só vez no dia escolhido, sem prolongar as reflexões sobre a decisão;
– Reduza o número de cigarros que fuma por dia, gradativamente, até parar de fumar completamente;
– Fume apenas parte de cada cigarro. Dois dias antes do dia escolhido para parar, você deve fumar não mais do que um quarto de cada cigarro.

Em alguns casos, o uso de medicações pode facilitar a fase inicial de abandono do vício. Se você estiver viciado em nicotina, um medicamento de reposição de nicotina, como goma, spray, ou inalador, pode ajudar a passar pelos momentos mais difíceis. Existem, também, medicamentos que não repõem nicotina, mas podem ajudar a reduzir os sintomas de sua retirada. A bupropiona é o principal exemplo. No entanto, seu uso tem sido associado a relatos de mudanças de comportamento, incluindo hostilidade, agitação, humor deprimido, e pensamentos ou atos suicidas.

Lembre-se: não se auto-medique! Medicamentos podem ajudar muito nesse processo, mas, se não forem usados corretamente, os resultados não serão satisfatórios. Medicamentos são úteis quando usados corretamente e combinados com um programa de modificação do comportamento. Uma avaliação médica é fundamental na hora de iniciar o uso de qualquer medicação. É fundamental que o médico acompanhe seus efeitos.

Prepare-se para abandonar o vício:
– Tenha alimentos com baixo teor de gordura para comer quando parar de fumar, como frutas frescas, balas, chicletes;
– Compense cada dia sem fumar com uma atividade prazerosa, como assitir a um filme, visitar amigos, passear, ter um hobby;
– Livre-se de cada cigarro, fósforo, isqueiro e cinzeiro de sua casa, escritório e carro;

– Fique atento aos grandes benefícios e mudanças que parar de fumar lhe trará, como a melhora da circulação sanguínea, controle da pressão arterial e frequência cardíaca e retorno dos níveis de oxigênio no sangue ao normal.

Poucos dias após abandonar o cigarro, sua respiração torna-se mais fácil e seus sentidos do olfato e paladar melhoram. E não se desespere. Como acontece com qualquer vício, é esperado sentir desejo de fumar após deixar o cigarro. A vontade de fumar deve diminuir diariamente, após você parar, mas é preciso se preparar para evitar recaídas. Outro truque é marcar no calendário o número de dias desde que você abandonou o cigarro. Enquanto os dias passam, você vê há quanto tempo está sendo persistente.

http://saude.hagah.com.br/especial/rs/qualidade-de-vida-rs/19,0,3773361,Quer-parar-de-fumar-e-nao-sabe-como-Confira-algumas-dicas-para-largar-o-vicio-de-uma-vez-por-todas.html

Entrevistas, Trombose Venosa Profunda
first-public-radio-broadcast

Ouça a entrevista concedida à Rádio Pampa AM: Trombose Venosa Profunda

Clique no botão verde abaixo para ouvir a entrevista concedida pela Dra. Ana Carolina ao Programa Pampa Saúde, da Rádio Pampa AM 970 kHz, de Porto Alegre/RS, no dia 15 de dezembro de 2011 (é necessário ter o Adobe Flash Player instalado).

[dewplayer: http://www.varizesportoalegre.com.br/wp-content/entrevistas/PAMPA_SAUDE_ANA_CAROLINA_COSTA.mp3.lite.mp3]