Tratamento de varizes com espuma

Dr. Francisco Carvalho Domingues - Instituto Ibérico de Medicina Estética - arquivo pessoal

A técnica consiste em se produzir uma espuma densa, com microbolhas que, ao ser injetada nas varizes, provoca inflamação e fibrose das mesmas. Como a espuma é mais espessa que os agentes esclerosantes convencionais, ela fica mais tempo em contato com a parede do vaso, o que garante maior ação esclerosante local, que permite inclusive um resultado satisfatório inclusive em veias mais calibrosas.

Esse método pode ser aplicado inclusive nas veias safenas, embora o risco de embolia seja um fator a ser considerado. O uso dessa técnica nas veias superficiais dilatadas pode ser uma opção de tratamento, porém o índice de flebites e manchas residuais também é maior se comparado à microcirurgia.

Uma boa indicação para essa técnica é o tratamento em tecido esclerodérmico, na cicatrização de úlceras venosas e na eliminação das telangiectasias em cachos de uva.

Dra. Ana Carolina Freire Costa, médica (CRM/RS 32837)

Agradeço ao Dr. Francisco Carvalho Domingues (www.iime.pt) pela gentileza em autorizar o uso de imagem do seu arquivo pessoal para fins informativos nesse site.

Compartilhe este post:
Carregar mais artigos relacionados

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

Veja Também

Tratamento de Varizes com Espuma

Recentemente foi veiculada na imprensa uma reportagem excelente ...

Inscreva-se

Postagens recentes

Tratamento de Varizes com Espuma

1

ATEROSCLEROSE DA ARTÉRIAS DAS PERNAS

2

ANEURISMA DE AORTA ABDOMINAL

pernas-saudaveis

Por que as varizes causam coceira?

3

Quer ter pernas saudáveis?

Pesquisar…